Chef Armando Pugliese inova cardápio com combinações inusitadas e criativas

Gente, já faz uns dias que fui convidada para conhecer o novo cardápio do Hot Cozinha Casual, do chef Armando Pugliesi, mas somente agora depois de alguns contratempos foi que eu consegui fazer este post. Assim que recebi o convite, e sabendo de quem se tratava, fui cheia de expectativas. Afinal, já conheço seu estilo ousado. Como já era esperado: sabores inusitados e mistura de ingredientes diferenciados, únicos em pratos para lá de criativos. O restaurante, aliás, está cheio de novidades. Ao todo são 20 novos itens, incluindo reedições de receitas já encontradas no menu. Sem falar da isenção da taxa de rolha, costume adotado por outras casas ao redor do mundo, como Europa e EUA. Mas quem preferir, também pode usufruir e conhecer os vinhos da própria carta, que tem nove rótulos, entre brancos e espumantes, dois rosés da provence e 10 tintos variados. Eu provei apenas alguns pratos, claro! 

Para começar, fui recebida com um drink que aprecio bastante, o Spritz, que cai bem sempre para abrir o apetite e jogar conversa fora enquanto os pratos não são servidos.

Foto: Luciana Torreão – Verbo Comer

Os trabalhos começaram com um trio de entradinhas. Foram elas: uma das duas novas bruschetas, a de Rosbife (R$ 42), que vem no pão italiano tostado com creme de alho assado, tomate confit e fatias do assado. Eu não provei, mas quem preferir, pode pedir a opção vegetariana (R$ 36) que tem a carne substituída por legumes assados.


Gamei no sabor do Camarão Crocante com aíoli (R$ 54), que apresenta o crustáceo empanado e frito, com molho cremoso à base de alho. E fechei os olhos para saborear as Croquetas de Cordeiro (R$ 39) com molho de pimenta. Apimentado na dose certa para quem curte uma comidinha picante.

Em seguida, o prato principal começou pelo Magret Japonês (R$ 69), que já fazia parte do cardápio e ganhou uma nova roupagem. É um peito de pato assado, marinado no missô, acompanhando o purê de gergelim negro, supreme de laranja e geleia de limão yuzu, fruta de origem japonesa, tida como ícone-coringa da culinária nipônica. O purê de gergelim é uma surpresa mágica. Tentei não saber o que comia pra identificar o que alí continha. Tenho certeza que você nunca comeu nada igual. É macio e misterioso. A mistura, aliás ficou sensacional. Tente pedir este prato quando for!


Depois foi a vez do Ravióli de Ementhal e Abacaxi (R$ 84,50), com camarões e molho branco. Sugiro que saboreie cada garfada de maneira singular, pois é muito, muito bom.  É uma explosão de sabores.

O Confit de Cordeiro é ainda mais gostoso. Confesso que comi silenciosamente esta paleta de cordeiro confitada, acompanhada de batata sautée e molho poivre vert. Batatas crocantes e a carne muito macia e bem temperada.  Tudo apimentado no ponto certo.  Ficou realmente difícil dizer qual era o pato mais gostoso. Vale destacar que cordeiro para uma pessoas custa R$ 83, e para duas a três pessoas sai a R$ 169.

Para encerrar o menu, a ousadia do chef revelou sobremesas que tendem a deixar o público em dúvida em qual pedir. A refrescante lichia foi transformada em um improvável pudim (R$ 25), com direito a cracker de pistache, calda de frutas vermelhas ou damasco. Perfeito para quem quer uma sobremesa gostosa, mas não quer sair da linha e manter a sua dieta. Mais parece uma panacota, muito cremosa e adoçada sem excessos.

Enfim, de maneira geral, foi uma degustação perfeita. Saí de lá muito feliz e com a sensação de que meus anseios e expectativas foram atendidos. Não é todo dia que se tem o prazer em se aventurar nos sabores criativos de Armando Pugliese, não é mesmo?


Serviço:

Restaurante HOT [cozinha casual]
Rua Capitão Rebelinho, 478 – Pina
Fone: (81) 3034-1284

 

Deixe uma resposta