Quarta edição do Recife Coffee mostra união e força do Festival

Por Daniel Coutelo   |   Fotos: Daniel Coutelo e Luciana Torreão

A quarta edição do Recife Coffee está chegando ao final. E quem ainda quer experimentar as “sugestões dos baristas” por R$25,90 das cafeterias participantes ainda tem o dia de hoje. São 35 cafeterias distribuídas nas cidades de Recife, Olinda, Jaboatão, Porto de Galinhas (Ipojuca) e Petrolina, todas membros da Ascape (Associação dos Empresários de Cafeterias de Especialidade de Pernambuco), com o intuito de fortalecer o mercado de cafeterias autorais que trabalham com grãos especiais. E nós tivemos o prazer de experimentar algumas das deliciosas sugestões oferecidas durante o festival.

Roberta Araújo, do Na Venda Café

Uma das cafeterias que visitamos foi o Na Venda Café, de Roberta Araújo (também presidente da Ascape). Sua aposta para o festival foi no regionalismo, uma marca registrada da cafeteria que busca sempre a união e divulgação do talento de produtores locais no seu cardápio/serviço. Com um aconchegante espaço nas Graças, a “sugestão do barista” do Na Venda mexe com nossas melhores memórias afetivas em sabores que vêm diretamente da nossa infância. A combinação de Latte (café com leite vaporizado) acompanhado do “Lamparina” (purê de cará e açafrão com carne de paçoca e molho de queijos maçaricão) e do bolo de cuscuz com cobertura de japonês contemporâneo de batata-doce e coco com calda de capim santo, é de uma leveza incrível. Sem mencionar que todos os detalhes do espaço trazem esse “quê” de sala de casa. Um lugar para você se sentir muito à vontade. Vale muito conferir.

Natália Valença, do Café com Dengo

Não muito distante, nos Aflitos, chegamos ao Café com Dengo de Natália Valença. A sua “sugestão do barista” apostou na harmonização de um grão suave e frutado, filtrado no koar (um processo pernambucano), acompanhado de uma maravilhosa coxinha de cupim muito crocante e com um recheio que derrete na boca, com maionese de coentro e um cheesecake de brigadeiro de caramelo de açúcar mascavo salgado, muito leve e delicado. É de pedir BIS. O ambiente do Café com Dengo também é muito especial e temos a sensação de estarmos sempre entre amigos.

Coffee Cube, dos sócios Guilherme Cerqueira e Arthur Rieper

Na Madalena, conhecemos o novíssimo Coffee Cube, dos sócios Guilherme Cerqueira e Arthur Rieper. Localizado no recém-inaugurado Mercado da Torre (onde era o antigo Sesi da Torre), que revitalizou a área de maneira espetacular e se tornou uma nova opção para os amantes de gastronomia. A cafeteria encontra-se dentro desse espaço gastronômico todo pensado de maneira colaborativa; e apostou em uma harmonização de sabores cítricos para a sua “sugestão do barista”: café filtrado no Koar, uma delicada empanada de pernil suíno com abacaxi e bolo de laranja com pedaços de chocolate. Tudo muito suave e de um conjunto muito gostoso. Vale a visita pelo prato, pelo atendimento e pelo ambiente. O Coffee Cube está localizado em um espaço incrível. Vão lá!

A sugestão do barista do Orgânico 22 foi vegana

E também não poderíamos deixar de falar das opções para veganos, vegetarianos, para alguém que apenas gosta de comer saudável, ou simplesmente ama uma novidade. Não deixem de conhecer a “sugestão do barista” do Orgânico 22, de Bete e Richelle, nas Graças. Nossa editora, Luciana Torreão, se apaixonou. Não só por esta, mas por outras comidinhas que teve o prazer de degustar. Para ela, que tem restrições a Glúten e Lactose, o espaço é um paraíso. E a “sugestão do barista” é perfeita: Café filtrado no Koar, burger de grão de bico no pão sem glúten com maçã caramelizada e rúcula; e sorvete de chocolate com farofa de nuts e praline de amendoim. Uma ótima pedida, com uma menção mais que especial para a maçã caramelizada. Vale a pena conferir de novo.

Uma variedade que vai surpreender e agradar a todos os gostos. O Recife Coffee 2019 vai deixar saudade e expectativa para a sua quinta edição. Enquanto isso, hoje ainda há tempo e paladar para deliciosas saideiras.

Deixe uma resposta